Lídia Carmeli

Todo dia Música e Poesia

Textos

SAUDADES

flertar com a morte
a despeito da sorte
suspirar na busca
do que nunca morre...

humanos contornos de evitar a dor...

mover o destino
sem o desatino
de fingir que é bom
o que não convém

dançar com a vida

no verso e no canto
emergir do pranto
no tempo e no espaço
sorrir ao acaso...


humanos limites que não mais espantam...


Lídia Carmeli
Enviado por Lídia Carmeli em 15/06/2011
Alterado em 18/06/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras